banner
Antártida
Encontro com o geólogo Pedro Ferreira


Na semana polar de setembro, o geólogo Pedro Ferreira, do LNEG, veio à Escola Ciência Viva falar do seu trabalho.

Explicou que grande parte do trabalho que realiza é feito no campo, o que implica explorar rochas em diferentes locais da Terra. Depois, identifica-as e localiza-as no mapa com diversas cores.

Os geólogos, para realizarem o seu trabalho, necessitam de vários materiais: martelo de geólogo, lupa, bússola e mapa geológico onde vão marcando as diferentes rochas encontradas.

Os geólogos podem trabalhar em várias áreas e ambientes. Há geólogos que estudam os vulcões ou o fundo do mar e outros estudam as rochas nos polos.

Explorar o continente mais frio do planeta, a Antártida, implica usar várias camadas de roupa, os investigadores necessitam de uma camada térmica, uma camada de fora impermeável e a camada do meio com roupa polar.

A Antártida é 152 vezes o tamanho de Portugal, a massa de terra é rodeada pelo oceano Antártico; é um continente gelado, sem população nativa e com muitos pinguins.

No interior deste continente podemos encontrar cadeias montanhosas, cobertas de gelo, mas também vales secos (0,03% da área da Antártida). Na península da Antártida está menos frio por isso existem mais rochas que podem ser observadas e estudadas.

Não sendo habitável, a Antártida, tem 70 bases científicas pertencentes a 29 países e nenhuma é portuguesa.

Durante o trabalho de campo em que estudou e mapeou as rochas encontradas, também teve oportunidade para conhecer parte da flora e fauna existentes e que mostrou aos alunos em fotografias.




Escola Ciência Viva - Pavilhão do Conhecimento
EB Luz-Carnide e EB Santo Amaro
28 de setembro de 2018


Voltar