banner
Explorando cristais
Encontro com a engenheira química Clementina Teixeira



Em pleno Ano Internacional da Tabela Periódica, a convidada deste “Encontro com o Cientista” foi a investigadora Clementina Teixeira, química jubilada do Instituto Superior Técnico e especialista em cristais, que trouxe consigo a hidrogeóloga Carla Rocha. Falou com os alunos da Escola Ciência Viva sobre os elementos químicos e a forma como estes estão organizados por famílias e de acordo com as suas características apresentados numa tabela de fácil leitura – a Tabela Periódica.




Na tabela periódica existem seis elementos químicos essenciais que são os CHONPS (Carbono, Hidrogénio, Oxigénio, Nitrogénio, Fósforo e Enxofre).

Ainda que a versão mais conhecida seja a da tabela periódica de Mendeleiev, publicada pela primeira vez em 1869, existem outras versões. Keith Enevoldsen criou uma tabela interativa que dá mais informações sobre os elementos e exemplos de como eles são utilizados.

De seguida, os alunos viram um vídeo sobre o dióxido de carbono congelado a -78 graus (gelo seco), ou seja, quando este sublima passa diretamente para o estado gasoso, mas faz condensar a água e por isso produz um fumo branco. A partir desta realidade, a investigadora fez simetrias e obras de arte com imagens da sublimação do dióxido de carbono.

Os alunos ficaram surpreendidos quando a investigadora revelou que os fósforos são mentirosos, isto porque o fósforo está na lixa e não na cabeça do palito. Dado que é muito reativo, se estivesse no palito pegava fogo assim que um fósforo batesse noutro. No palito a substância que existe é o clorato de potássio que reage com o fósforo da lixa que é reativo. Posto isto, também ficaram a saber que o fósforo foi descoberto em 1669, sendo uma substância luminosa conhecida como portador de luz e que dá origem a fosfatos, que são incolores, mas podemos colori-los com corante alimentar que preenche os espaços na estrutura cristalina.

Os pequenos cientistas ficaram a saber que os cristais são sólidos e estão dispostos de uma forma organizada, tal como os alunos quando se sentam na sala de aula ordenadamente segundo uma direção e formando um cristal plano.

No final da apresentação, as investigadoras mostraram aos alunos diversos cristais elaborados em laboratório, de várias cores e formas, que puderam observar à lupa.






Escola Ciência Viva - Pavilhão do Conhecimento
EB Santo Condestável e EB Arco-Íris
31 de junho de 2019


Voltar